Quais são as vantagens de ser MEI?

Como MEI, você terá uma série de vantagens em relação ao trabalho informal e à abertura de outros tipos de empresas. As principais são:

Você não precisa pagar taxas de registro, paga menos impostos e enfrenta uma burocracia simplificada.

Bom, já falamos um pouco sobre este assunto antes, mas vale a pena repetir: o MEI é tão bom que nem parece que foi feito no Brasil!

Todo o processo de abertura da sua MEI é gratuito e pode ser feito pela internet. Basta preencher um cadastro básico (que demora algo em torno de 15 minutos se você já tiver feito toda a sua parte antes, como você pode conferir no nosso guia ao final do artigo) e você sai com o CNPJ na hora!

A única coisa que você precisa pagar é um imposto mensal fixo, cujo valor depende do tipo de atividade que a sua empresa vai ter e hoje fica em torno de R$ 50 (não se preocupe, é tudo calculado automaticamente pelo sistema). É muito mais barato do que qualquer outro tipo de empresa.

Além disso, você não precisa contratar um contador para cuidar das suas obrigações mais comuns. Tudo pode ser resolvido pela internet. Ou, mais fácil ainda, pelo nosso app!

 

Você passa a ter Cobertura Previdenciária do INSS

O Microempreendedor Individual tem acesso a vários benefícios da previdência social (INSS), como auxílio-doença, aposentadoria por idade e salário-maternidade, tudo isto a um custo menor do que outros tipos de empresários: enquanto o MEI tem estes benefícios pagando apenas 5% de um salário mínimo mensalmente, qualquer outro empresário precisa pagar 11% de um salário para ter acesso aos mesmos direitos. É mais que o dobro!

Para ter acesso a cada um destes benefícios, é necessário pagar um número mínimo de parcelas em dia. Conheça a seguir os principais benefícios e o tempo mínimo de contribuição necessário para ter acesso a cada um deles (em caso de dúvidas, clique no nome do benefício para ser direcionado ao site da Previdência).

  •  Aposentadoria por idade: é o direito a receber um salário mínimo mensalmente após os 60 anos (no caso das mulheres) ou após os 65 anos (no caso dos homens). Tempo mínimo de contribuição: 15 anos (ou seja, 180 parcelas de impostos pagas em dia).
  •  Aposentadoria por invalidez: é o direito de receber um salário em caso de não ter mais condições de trabalhar antes da idade prevista para a aposentadoria. Contribuição mínima de 12 parcelas pagas em dia antes do pedido.
  •  Auxílio-doença: é o benefício recebido caso o MEI não possa trabalhar temporariamente por motivo de doença ou acidente. Contribuição mínima de 12 parcelas pagas em dia antes do pedido.
  •  Salário-maternidade: é o benefício pago a quem acabou de ter filho, seja por parto ou adoção. Contribuição mínima de 10 parcelas em dia antes da data do parto ou adoção.
  •  Pensão por morte: é o benefício pago aos dependentes do MEI que vier a falecer. Contribuição mínima de uma parcela em dia antes do óbito.
  •  Auxílio-reclusão: é o direito dos familiares dependentes do MEI de receber uma ajuda mensal em caso de prisão do MEI em regime fechado ou semiaberto. Contribuição mínima de uma parcela em dia antes da reclusão.

Sabe aquele monte de impostos trabalhistas sobre os quais você tanto escuta sempre que alguém fala como é difícil ter empresa no Brasil? Pois é, não vai ser seu caso.

O MEI pode contratar um funcionário pagando até um salário mínimo por mês, e só vai precisar pagar 11% sobre o salário em impostos: 3% para a Previdência e 8% para o FGTS. O seu empregado precisará pagar mais 8% do salário para a Previdência. E é isso.

 

Outros benefícios

Bom, se você procurar em outros lugares, com certeza vai achar gente falando em outras vantagens, como passar a ter acesso a produtos especiais para empresas em bancos, poder fazer vendas para o governo etc.

Lembra que a gente falou que não ia te enrolar? Pois é, não se empolgue muito (pelo menos por enquanto), porque ter tudo isso dá trabalho. Não é porque você abriu uma MEI que vai pisar no banco e o seu gerente vai te tratar diferente, ou então vai passar a receber pedidos do governo. Como tudo na vida, é preciso trabalhar e correr atrás dessas coisas.

Ter um CNPJ é sim o mínimo para ter acesso a várias novas oportunidades, mas é só o primeiro passo. Se você quer ter crédito em banco através da sua empresa, por exemplo, você vai ter que demonstrar que tem um controle de vendas e uma movimentação financeira compatível, que a sua documentação está em dia, que sua empresa não tem impostos em atraso.

Sabe aquela história de quanto mais você trabalha, mais sorte você tem na vida? Este é um destes casos.

 

Como abrir MEI?

Para instruções completas, dê uma olhada no nosso guia clicando aqui!

Quer saber mais sobre sua MEI?